sexta-feira, 28 de abril de 2017

OFICINA DE CULINÁRIA APAE DE NOVA AURORA

PROJETO

COZINHA EXPERIMENTAL 

 OFICINA DE CULINÁRIA

ASSUNTO: Culinária        
ESCOLA: Novo Amanhecer – Educação Infantil e Ensino fundamental, na Modalidade Educação Especial
APAE: Associação de Pais, Amigos e Excepcionais de Nova Aurora
TURMA: Alunos da Educação de Jovens e Adulto – EJA

JUSTIFICATIVA

              Ampliar as oportunidades para os educandos da Escola Novo Amanhecer, que estão na Educação de Jovens e Adultos – EJA.
              Para isso foi elaborado dentro do Projeto Cozinha Experimental, a Oficina de Culinária que está funcionando desde 2003.
              Para atender as especificidades dos alunos com deficiência intelectual e múltipla é preparado e organizado todo o material necessário para a realização das atividades propostas.
              Na oficina de culinária são trabalhadas as habilidades específicas da culinária e, também, atividades relacionadas com a mesma. Tais como:
- Preparar alimentos, melhorando a sua alimentação e da sua família;
- Aprender sobre a importância da boa alimentação para ter uma vida saudável;
- Preparar alimentos com higiene e qualidade para comercializar;
- Qualificar e profissionalizar-se na preparação, na manipulação e no reaproveitamento de alimentos.
         Também é trabalhado com os alunos da EJA higiene com o próprio corpo, com as roupas e com o local de trabalho e, atividades que juntam as regras básicas de convivência e autonomia individual, familiar, social e noções de cidadania, com objetivo de melhorar a qualidade de vida do aluno com deficiência intelectual e múltipla e sendo mais cidadão, atuante na sociedade, consciente dos seus direitos e deveres.
            A Oficina de Culinária visa orientar, preparar, capacitar e qualificar o aluno com deficiência intelectual e múltipla para ter uma melhoria na sua qualidade de vida, e, ainda para concorrer a uma vaga no mercado de trabalho seja ele autônomo, competitivo ou apoiado.
            A prioridade das atividades desenvolvidas na Oficina de Culinária 2003 é a produção de pães, salgados, doces, mini pizza, pratos do dia a dia (alimentação tais como, arroz, feijão, macarrão, e assim por diante).
              Assim a produção é confeccionada de acordo com a demanda e encomendas.

EIXO DE TRABALHO E CONTEÚDOS:

- Português
- Matemática
- Artes
- Temas transversais: Ética, Saúde, Meio Ambiente.
- Reciclagem de resíduos gerados na cozinha (sustentabilidade).


OBJETIVOS GERAIS:

- Desenvolver capacidades básicas específicas e de gestão;
- Promover a socialização;
- Cooperar para a inclusão da pessoa com deficiência intelectual e múltipla no meio em que vive, reforçando suas habilidades e respeitando o limite de cada um.



OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

- Atender o aluno com deficiência intelectual e múltipla particularmente e ou em grupo de acordo com a especificidade de cada um.
- Procurar parcerias no desenvolvimento das ações.
- Desenvolver no aluno com deficiência intelectual e múltipla os valores de cidadania, socialização, disciplina, solidariedade, responsabilidade, senso crítico e compromisso com suas atividades.
- Desenvolver o gosto pelas atividades pertinentes à culinária.
- Propiciar ao aluno com deficiência intelectual e múltipla oportunidades de se qualificarem nas atividades domésticas imprescindíveis à vida diária.
- Orientar como organizar armários, prateleiras, geladeiras, separando os alimentos adequadamente de acordo com a categoria e a data de validade.
- Executar receitas várias, explorando: quantidade, peso, medida, sólido, líquido, sabor, cheiro, temperos, assim por diante.
- Orientar quanto ao uso de roupas apropriadas e uniformes para a realização das atividades: aventais, toucas, máscaras, assim por diante.
- Preparar o aluno com deficiência intelectual e múltipla para fazer a higienização correta do corpo como: unhas cortadas e limpas, lavar braço e antebraço, cabelos limpos e presos.
- Orientar o aluno com deficiência intelectual e múltipla como deve ser organizada a cozinha e o material utilizado.
- Explanar como fazer a higienização adequada dos alimentos que serão aproveitados, de acordo com o manual de normas e rotinas da cozinha experimental.
- Preparar o aluno com deficiência intelectual e múltipla para comercializar os produtos.

METAS

- Promover reuniões com os familiares dos educandos inseridos nas oficinas.
- Orientar o aluno com deficiência intelectual e múltipla para a participação efetiva de todos no desenvolvimento das atividades.
- Aprimorar as habilidades do aluno com deficiência intelectual e múltipla relacionadas à culinária.
- Desenvolver habilidades para a confecção de pratos simples e econômicos.
- Aprender a reaproveitar os alimentos e ter higiene com os mesmos.
- Desenvolver habilidades no aluno com deficiência intelectual e múltipla de iniciativa, compromisso e responsabilidade.
- Orientar o aluno com deficiência intelectual e múltipla quanto à economia, zelo, capricho, dedicação e organização do material utilizado.
- Orientar quanto ao reconhecimento e a valorização do seu trabalho.
-Propiciar oportunidades para divulgar e comercializar seus produtos.

SÃO AS HABILIDADES ESPECÍFICAS TRABALHADAS NA OFICINA DE CULINÁRIA:

- Higiene pessoal e ambiental;
- Limpeza do ambiente;
- Uso de roupas adequadas e uniformes;
- Vigilância Sanitária;
- Contaminação alimentar;
- Estrutura física e funcional de uma cozinha;
- Organização do ambiente, maquinários, equipamentos e utensílios;
- Uso correto de medidas;
- Receitas;
- Balança e outros instrumentos de medida;
- Adaptação das medidas
- Identificação dos ingredientes utilizados em cada receita;
- Função;
- Armazenamento;
- Conservação;
- Confecção de massas e o preparo de diversos tipos de salgados, mini pizzas e bolos;
- Forneamento de mini pizzas e salgados;
- Uso adequado do forno e maneira correta de fritura;
- Técnicas para acondicionamento e conservação dos alimentos.

TÉCNICAS

- Limpeza corte e preparação de alimentos.
- Preparação intermediária dos alimentos: moer, ralar, cortar, liquidificar, descongelar.

ESTRATÉGIAS:

- Conversar com os familiares dos educandos para que conheçam o projeto desenvolvido.
- Preparar o aluno com deficiência intelectual e múltipla de acordo com os desejos e habilidades de cada um.
- Fazer das aulas de culinária um período agradável de prazer e descontração.
- Utilizar técnicas e dinâmicas coerentes com o grupo.
- Preparar o material para a realização das aulas de culinária junto com os educandos.
- Desenvolver parcerias com a comunidade local, para a aquisição de matéria prima para a produção.
- Divulgar, expor e comercializar os produtos na escola e na comunidade, através de propagandas na rádio local, cartazes, panfletos e outros.
- Orientar os educandos quanto a valorização do seu trabalho.
- Utilizar estratégias para facilitar o reconhecimento, memorização e valor do dinheiro.
É organizado um cronograma das atividades realizadas com os alunos com deficiência intelectual e múltipla, tais como:
- Organização da cozinha.
- Guardar os alimentos na geladeira (leite, massas...)
- Organizar o armário.
- Lavar as vasilhas.
- Limpar o fogão.
- Limpar o chão.
- Lavar os panos de pratos e aventais.
- Faxina na cozinha uma vez por semana.
Relatório de desenvolvimento das atividades de culinária.
Todas as receitas executadas na cozinha experimental seguem uma mesma rotina de preparação, sendo elas:
1 - escolha da receita (de acordo com as encomendas da semana, e, de acordo com a receita que foi trabalhada em sala de aula);
2 - lista de compras;
3 - visitas a supermercados para fazer cotação de preços;
4 - distribuição (lista) dos produtos a ser comprado, para cada aluno procurar nas prateleiras observando data de validade, armazenamento e preços;
5- comparar marcas de produtos;
6- pagamento no caixa feito por um aluno escolhido, com a finalidade de trabalhar o dinheiro (valor da compra, quanto dei em dinheiro, quanto vou receber de troco).
7- armazenamento dos produtos da cozinha no local adequado;
8- a divulgação dos produtos é feita pelos próprios alunos dentro e fora da instituição;
O lucro obtido pelos produtos vendidos é empregado na compra de material para a cozinha.

Obs: Todos os alunos são envolvidos na confecção das receitas, limpeza e organização da cozinha, observando as habilidades e limitações de cada um.



BIBLIOGRAFIA:

- Livros. Livros de Receitas Culinárias para Baixar Grátis. Disponível em: <http://www.elivros-gratis.net/livros-gratis-receitas-culinarias.asp>.
- Educação Profissional e Colocação no Trabalho. Uma nova proposta de trabalho junto à pessoa portadora de deficiência.
- Guia para desenvolvimento de habilidades básicas; específicas e de gestão. Disponível em: <http://eduardobarbosa.com/sitedata/filesdt/textos_tecnicos/19/guia_habilidades_basicas.pdf>.
- Caderno de receitas.
-Internet: Links de Consultas:
 - Socorro na Cozinha. Disponível em: <http://socorronacozinha.com.br/receitas-iniciantes/>.
- 15 Receitas para quem está começando na Cozinha. Disponível em: <http://www.vix.com/pt/bdm/receita/2426/15-receitas-para-quem-esta-comecando-na-cozinha>.
- 12 Recitas para Iniciantes. Disponível em: <http://claudia.abril.com.br/gastronomia/12-receitas-para-iniciantes/>.
- 22 Receitas para Iniciantes na Cozinha. Disponível em: <http://claudia.abril.com.br/gastronomia/12-receitas-para-iniciantes/>.
- Culinária Básica. Disponível em: <https://www.comofaz.com.br/guia/culinaria-basica>.
- Comida do Dia. Disponível em: <http://comidadodia.ne10.uol.com.br/>.
- Receitas COPACOL. Disponível em: http://www.copacol.com.br/receitas>.
- Culinária Brasileira – 47 Receitas. Disponível em: <http://www.tudogostoso.com.br/especiais/receitas/9-culinaria-brasileira-1.html>.
- Gastronomia. Disponível em: <https://culinaria.terra.com.br/>.
- Culinária Básica – You tube. As receitas do dia a dia são mais fáceis do que você imagina. Aprenda com as dicas do Chef Guilherme Guzela. Disponível em: <https://www.youtube.com/playlist?list=PLB8w3e4sMYwAZ2m3yUAsN-7--efIGfVoQ>.

PESSOAL ENVOLVIDO:

- Alunos matriculados na EJA.         

CRONOGRAMA:

- Durante todo o ano letivo.

AVALIAÇÃO:

Por meio da observação e fichas preenchidas pelo professor (a) em todas as atividades realizadas pelo aluno com deficiência intelectual e múltipla, não sendo considerado somente o produto final mas, o esforço de cada um em realizar as atividades propostas na oficina de Culinária.





OBSERVAÇÃO: Projeto Oficina de Culinária, foi utilizado na Implementação do PDE da Professora Marilene Martini Piva 


Postar um comentário