segunda-feira, 15 de novembro de 2010

PROJETO - OFICINA DE CULINÁRIA


PROJETO: OFICINA DE CULINÁRIA
SOUZA, Vera Lúcia Pereira de
APRESENTAÇÃO
A OFICINA DE CULINÁRIA: oportuniza o conhecimento e o desenvolvimento de conhecimentos e habilidades culinárias − especialmente lanches − por meio da escolha e aprendizado de receitas, bem como confecção das mesmas pelos alunos. Também são trabalhadas as Atividades de Vida Diária (AVD) e Atividades de Vida Prática (AVP).

OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL
Desenvolver nos alunos valores de cidadania, referindo-se a eqüidade, à responsabilidade social, à transmissão de valores e a atuação democrática, valores de: competitividade, referindo-se à aquisição das competências,  habilidades e destrezas imprescindíveis ao desempenho produtivo no campo da sociedade do conhecimento e contrapartida das diferenças, respeitando assim à identidade mediante as heterogeneidades e a ajustamento metodológico e o próprio desempenho onde a aferição de resultados na conduta resolutiva esteja presente.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
- Favorecer diferentes alternativas de aprendizagem como: perfil do aluno/trabalhador- competências que tem; o perfil da saída do aluno/trabalhador – aptidões que vai desenvolver;
- Desenvolver costumes e  valores de responsabilidade, freqüência, cumprimentos de regras e normas, assim como da produtividade;
- Respeitar a dinâmica dos companheiros de estudo, suas limitações e desafios a vencer, cooperando para a ampliação da relação inter e intrapessoal;
- Promover estratégias de trabalho que promovam os intercâmbios sinérgicos na escola.
- Promover estratégias de compra e venda dos produtos que serão usados e fabricados.
- Construir conhecimentos fundamentais de higiene e limpeza pessoal, do local de trabalho, compreendendo a importância destes conhecimentos para sua inserção no mundo do trabalho.
- Avaliar a própria atuação e a evolução do grupo.

DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES
 O  trabalho desenvolvido  na cozinha experimental   favorece a produção, a autonomia e a profissionalização. Para isso o trabalho se organiza-se assim:
- Ter um caderno de ponto (Entrada / Saída).
- Caderno de anotação dos materiais e produtividade do dia.
- Caderno de desempenho, onde o professor e/ou instrutor assinalará as habilidades conquistadas e as que necessitam ser mais trabalhadas.
- Reunião semestral para avaliação dos alunos, junto com a coordenação pedagógica, professor e/ou instrutor da oficina, diretor da escola, assistente social, psicóloga e terapeuta ocupacional, para acompanhamento do processo das atividades da Oficina de Culinária.
- Produção de caderno de receitas já praticadas.
- Trabalho com etiquetas para serviços de mesas.
-  Na Páscoa os alunos produzem, na Oficina de Culinária, ovos de Páscoa para todos os alunos matriculados na Escola.

RESULTADOS ALCANÇADOS:
Para os alunos com deficiência intelectual e/ou múltipla deficiência é necessário que eles trabalhem, em toda a sua plenitude com o conceito de pluri-temporalidade, desenvolvendo competências e habilidades individuais que lhe garantam autonomia de movimentos e meios de se garantirem socialmente,   que se dará  como um processo de Educação continuada que se entende ao longo de toda vida do trabalhador cidadão.
Em conseqüência, prevê se a integração de dois tipos de aprendizagens: a formal e a não-formal. A Oficina de Culinária destina-se a Jovens e Adultos que necessitam de profissionalização, pois a idade cronológica já os habilita para estarem em pleno exercício de uma profissão.
PERÍODO DE REALIZAÇÃO: 
Durante o ano letivo.


Postar um comentário